NOSSO TEMPO

segunda-feira, 20 de abril de 2015

CURSO TÉCNICO DE LOGÍSTICA EM GAVIÃO PEIXOTO

Grande oportunidade, com empresas novas chegando na região, entre estas citamos a matéria que se segue abaixo, leiam e assim poderão com este curso abrir caminho para um futuro promissor.
A Hyundai Rotem, uma das maiores fabricantes de sistemas ferroviários do mundo, anunciou que irá construir em Araraquara, a 270 km da capital paulista, sua primeira fábrica no Brasil. Serão investidos US$ 40 milhões, cerca de R$ 100 milhões, e criados 300 empregos na planta que vai produzir trens, também chamado de material rodante.
O anúncio foi feito em evento realizado no Palácio dos Bandeirantes. Na ocasião, o presidente mundial da Hyundai Rotem, Kyuhwan Han, assinou um memorando de entendimentos com o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida, que visa a instalação da futura fábrica pela empresa e a continuidade do apoio da Agência em questões tributárias, ambientais e de infraestrutura, além da interlocução com órgãos públicos e privados.
“Visitamos diversas cidades e dezenas de terrenos junto com os executivos sul-coreanos e estamos fazendo o possível para agilizar todas as licenças e reuniões com entidades governamentais que serão essenciais para o sucesso do projeto. É uma grande alegria para nós atender uma empresa do setor ferroviário, já que o desenvolvimento deste modal é um dos fatores preponderantes para o avanço econômico de São Paulo e do Brasil”, explicou Almeida.
"Araraquara reforçou sua vocação econômica com a instalação de mais uma indústria da área de transportes na cidade. Para atender ao segmento e beneficiar a população, estamos implantando uma Fatec do setor metal mecânico, que vai formar mão de obra qualificada, estimulando o desenvolvimento da região e a geração de renda”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Nelson Baeta Neves Filho.
A nova planta será a segunda maior da Hyundai Rotem no mundo e a estimativa é que o início de produção aconteça no primeiro semestre de 2016. A ideia é entregar, até agosto de 2016, 240 carros para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e 112 carros para o Metrô Bahia, em Salvador. Para isso, as obras de construção da fábrica devem terminar já no final de 2015.
Enquanto a nova fábrica estiver sendo construída, a Hyundai Rotem realizará a montagem dos trens encomendados por São Paulo e Salvador em uma planta alugada já existente em Araraquara.   Segundo Andre Han, diretor presidente da Hyundai Rotem Brasil, a necessidade de índice de nacionalização nas compras públicas de trem influenciou muito a decisão da Hyundai Rotem de vir para o País. “Uma das tendências dos contratos de projetos ferroviários no Brasil é demanda por conteúdo local. Temos inclusive um projeto de nacionalizar nossos subfornecedores, fazendo transferência de tecnologia para algumas empresas que já atuam aqui”, explicou.
Depois de atendidos os contratos com a CPTM e o Metrô Salvador, a Hyundai Rotem pretende continuar fabricando 200 carros por ano, fechando novos contratos. “Estamos conversando com as três estâncias de governo para que a instalação de nossa fábrica seja o primeiro passo para a transformação de Araraquara em um polo ferroviário”, complementou Han. O empreendimento também vai abrigar a sede administrativa da empresa no Brasil.
O executivo explicou que a cidade foi escolhida por já abrigar outras empresas do setor ferroviário, como a Iesa e a futura fábrica da Randon, além de outros fornecedores do setor que devem ir para lá nos próximos anos. Além disso, a cidade é considerada um ponto de encontro onde se cruzam todos os tipos de bitola e trilhos, o que a torna logisticamente estratégica. “Também priorizamos o Estado de São Paulo, que tem um potencial maior para projetos ferroviários e uma perspectiva melhor de mercado”, explica Han.
“As perspectivas de crescimento do setor ferroviário em todo Brasil são muito boas, e Araraquara tem uma condição ímpar para o desenvolvimento desse segmento, como o novo pátio de manobras e agora com a chegada da Hyundai-Rotem, uma empresa reconhecida mundialmente pela sua expertise no setor. Nessa parceria entre Araraquara e Hyundai, o governador Geraldo Alckmin e a Investe São Paulo, mais uma vez, foram essenciais. Essa união de esforços resulta na instalação de uma empresa que irá influenciar positivamente nosso município, abrindo oportunidades de emprego, troca de experiências, tecnologia e geração de renda”, disse o prefeito de Araraquara, Marcelo Barbieri.
Os trens da Hyundai Rotem que já circulam nas linhas de trem de São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro, foram montados e importados da Coreia do Sul. A nova fábrica vai trazer inclusive uma tecnologia nova, que ainda não existe em fábricas brasileiras: trens sem a necessidade de condutores, que serão fornecidos para o Metrô Bahia.
A empresa adquiriu um terreno de 150 mil metros quadrados para construir a nova planta. Mesmo após a conclusão do novo empreendimento, a ideia da Hyundai Rotem é manter o galpão alugado funcionando, como uma fábrica de apoio planta principal.
Sobre a Hyundai Rotem
Fundada em 1977 por meio de uma junção entre as empresas Hyundai Precision Industry, Hanjin Heavy Industries & Construction e Daewoo Heavy Industries & Machinery, a Hyundai Rotem foi comprada pelo Hyundai Motor Group em 2001, tornando-se uma referência global no fornecimento de sistemas ferroviários em um curto espaço de tempo. Mais a frente, a empresa entrou também no ramo da indústria pesada, tornando-se o único produtor de tanques da Coreia do Sul.
Com sede em Seul, hoje, a Hyundai Rotem tem capital aberto na bolsa coreana e atua não só em sistemas ferroviários, mas também de defesa militar, engenharia industrial e máquinas para a indústria. Sua receita foi de aproximadamente US$ 3 bilhões em 2013. São ao todo quatro empresas nacionais, além da presença com fábricas, centros de vendas e escritórios em 18 países. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.