NOSSO TEMPO

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

HISTÓRIA DE VIDA DA ALEGRIENSE MÁRCIA ANAGA...LANÇANDO O LIVRO 'CÔMODOS DA CASA'



Preciso falar um pouco de mim. Nasci em 1976, em Batatais quando meus pais já residiam em Santo Antônio da Alegria, assim, cresci aqui e sempre considerei-me cidadã alegriense. Desde a infância tinha o efervescer imaginativo desperto. Adorava compor versos e encontrei meu lugar no mundo da leitura. Aos 18 anos iniciei o curso de Direito, tornando-me Bacharel em 1999, trabalhando em Ribeirão Preto a partir daí, até o ano de 2012. Em 2008, graduou-me também em Filosofia e passei a lecionar no Ensino Médio, exercendo depois a função de Coordenadora Pedagógica.

Em 2012 tive interrompidas minhas atividades profissionais por conta da neuropatia axonal aguda com (AMAN), que causou a perda dos meus movimentos físicos voluntários e involuntários quase que por completo, tornando-me tetra-paraplégica, da noite para o dia. Hoje, na cadeira de rodas, e num olhar renovado foi despertada a vontade de externar, por meio da escrita. Assim tem alguns contos digitais publicados no Kindle, e no recanto das letras(blog:marciamarianaga.recantodasletras.com.br), lancei o livro de reflexões “Cômodos da Casa” que apresento ao leitor as experiências vivenciadas em minha doença e, sobretudo na superação dela. Vejam um trecho da obra:


“Voltei natural, numa calmaria, buscando a personalidade como quem busca uma roupa para ser usada. Se pudesse andaria nua como o Insondável me fez, seria Eu sempre. Não tem problema, agora em casa posso adaptar a personalidade ao meu natural e assim ser sem pretensões de falsear minha originalidade; é mais fácil, acabou a busca, o esforço pra ser, tenho Eu, moro com Ele, agora, e sempre. Não somente vivo comigo em casa como enxergo no outro a possibilidade de assim ser. É tão simples, lutei tanto desnecessariamente, machuquei meu ser, levei-o a caminhos confusos, escuros, inúteis, não atendia ao natural em mim, a paz que sugeria o silêncio, a espera indicava o aguardar da oportunidade, e o estar sinalizava o agora como único bem. Não preciso mais dos olhos do outro, pois tenho os meus desde sempre, compartilho; não amuleto, solidarizo; não escravizo, crio laços; não tenho dependência, sou e permito ser, o que quiser"
Estou finalizando até o início do ano, com ajuda das pessoas queridas, o segundo volume do Cômodos da Casa, onde terá minha autobiografia, além de outra coletânea com escritores brasileiros. Se não tivesse o incentivo e a parceria de pessoas amigas na logística dos trabalhos, nada isso estaria se consumando, estou com a psicomotricidade fina compometida, obtando a eficiência plena das atividades, além da limitação da locomoção com próprios pés, e o sistema nervoso fragilizado. Sei que tenho a proteção do Insondável nesta empreitada. Márcia Maria Anaga
E no sábado passado ele teve outro motivo de destaque de sua obra, quando veio entregar um exemplar ao governador do Estado Geraldo Alckmin...de fato sempre torna mais um motivo especial, já que algo inesquecível de fato é a obra editada...e estar ao alcance de quem precisa de lição de vida para acreditar sempre...na capacidade de superação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.