NOSSO TEMPO

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

ACUSAÇÃO: FUNCIONÁRIO DA PREFEITURA DE GAVIÃO É EXONERADO POR SUSPEITA DE ASSÉDIO



Funcionário da Prefeitura de Gavião é exonerado por suspeita de assédio

Homem trabalhava no PAT; adolescente buscava estágio remunerado


 / 
     

Claudio Barbosa, que já foi vereador, e era o responsável pelo PAT de Gavião Peixoto, foi exonerado do cargo na manhã de ontem. Ele é suspeito de ter assediado uma adolescente de 14 anos que havia ido ao Posto de Atendimento ao Trabalhador em busca de oportunidade de emprego, na tarde de anteontem.

A decisão foi informada ontem pelo prefeito Gustavo Piccolo. Ele preferiu não comentar o ocorrido e disse apenas que essa era a solução administrativa que deveria tomar em relação ao caso. “Achei melhor assim, agora a polícia deve investigar o que aconteceu”, disse o prefeito.

Barbosa nega a acusação. De acordo com ele, a adolescente chegou ao PAT para preencher a ficha de uma ONG que encaminha jovens para o mercado de trabalho. 

“Ela estava com a avó e quando chegou ofereci um café à senhora. A menina foi para a sala e como rasurou o documento, disse que ela deveria fazer tudo de novo. Ela, então, me questionou, perguntando se aquilo era uma forma de assédio”, afirmou Barbosa à Tribuna. 

Ainda segundo ele, uma funcionária da equipe de limpeza da unidade presenciou o atendimento e deve prestar depoimento.

Aos militares, a adolescente disse que o suspeito teria passado a mão em seu seio. 

Barbosa foi vereador em Gavião Peixoto entre 2009 e 2012 e diz que o fato é uma “armação política”. “Vou provar que sou inocente, sei que não fiz nada de errado”, finaliza.

O caso foi registrado como importunação ofensiva ao pudor. O suspeito prestou depoimento e foi liberado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.